fbpx

Serra do Sicó

PRIMAVERA NA SERRA DO SICÓ

Em Portugal poucos sítios existem onde o cinzel da erosão lapidou com tanta intensidade e arte a paisagem, rica em formações rochosas, tão caprichosas quanto atraentes.  Também o dramático processo de desflorestação é, de sobremaneira, evidente na Serra de Sicó, conferindo-lhe um aspecto algo desolador.

A Serra de Sicó, localizada na Orla Meso-Cenozóica, apresenta uma litologia predominantemente calcária, onde podemos destacar os calcários dolomíticos do Jurássico Inferior, os calcários margosos do Liássico e principalmente os calcários compactos (calcíticos) do Jurássico Médio (Dogger). O relevo cársico encontrado nesta região apresenta algumas características únicas em todo o território português. As feições cársicas abertas (como por exemplo, os campos de lapiás e os algares) comprovam que grandes quantidades de água são absorvidas indo constituir enormes mananciais de água – a maior riqueza desta região. No subsolo do maciço calcário de Sicó encontramos importantes aquíferos cársicos, suficientes para abastecer as populações locais. A escassez de água verificada na superfície, devido à grande infiltração ao longo das falhas e das fracturas, constrói majestosas paisagens como o vale das Buracas e do Poio.

Os carvalhais eram os bosques que outrora dominavam estas paragens, onde predominavam o Carvalho-português (Quercus faginea subesp. broteroi), a Azinheira (Quercus rotundifolia), o Sobreiro (Quercus suber) e o Carrasco (Quercus coccifera). No entanto, e apesar do dramático e plurissecular processo da desflorestação que sofreu o nosso país, ainda é possível encontrar núcleos interessantes destas espécies, alguns deles em regeneração e recuperação.

Serra do Sicó
Campo de Lapiás
Goats

AS ORQUÍDEAS

Pertencem a uma família muito numerosa. A maioria destas espécies encontram-se nos trópicos e são epífitas. Em Portugal estão inventariadas cerca de 62 espécies de orquídeas, mas a maioria destas encontra-se ameaçada. A Serra de Sicó é muito privilegiada no que respeita à abundância destas plantas. A palavra orquídea deriva do grego “opxis” (estando na origem da palavra latina orchis), que significa testículo, devido à peculiar forma das suas raízes tuberosas (comuns em muitas espécies de orquídeas, mas nem sempre presente). Numerosas orquídeas são notórias por terem desenvolvido complexos mecanismos de polinização, mantendo uma estreita relação de dependência com algumas espécies de insectos que as polinizam. Para o efeito, algumas destas plantas simulam a forma e o odor (feromonas sexuais) das fêmeas dos insectos que pretendem atrair.

Este passeio fotográfico, mais vocacionado para a macrofotografia, irá incidir sobretudo na procura por estas pequenas flores e explorar diferentes técnicas de retratá-las.

 

Duração: 1 dia.

Tipologia: misto (pedestre e viatura).

 

RECOMENDAÇÕES E CONSELHOS PRÁTICOS

Para este programa são necessários calçado confortável (de preferência botas de montanha ou desportivo), calças, corta-vento e restante vestuário adaptado à estação do ano e às previsões meteorológicas. Levar cantil para água.

Ao nível do equipamento fotográfico, embora meramente indicativo, o ideal será uma máquina digital reflex (DSLR), lente grande angular, outra lente de focal maior (por exemplo 70-200mm), lente macro, tripé. Os participantes poderão trazer outro material que entendam (por exemplo, flash, filtros, etc).

Consoante as condições climatéricas previstas para o dia da actividade poderá, ou não, haver uma alteração ou anulação da mesma.

 

 

A partir de 8 participantes: 60,00 €/pessoa

O preço da actividade inclui o acompanhamento técnico, seguros.

Para outras condições, contacte-nos.

Oferta de desconto igual ao IVA para clientes particulares.
Acresce o IVA aos preços indicados, para empresas e outras entidades.

 

 

Através dos contactos disponibilizados, indicando o seu nome e contacto de telemóvel/email.

A reserva de lugar só é garantida mediante o pagamento de 50% do valor da inscrição.

Formulário de contacto

email: info@wildlifeportugal.pt

Telemóvel: +351 918 068 872