fbpx

As Aves do Grande Vale do Côa

RTT-2star

O Grande Vale do Côa representa um significativo corredor fluvial, com cerca de 140km de extensão. Desde a nascente, na Serra das Mesas (Sabugal) ao seu desague no Douro (Vila Nova de Foz Côa), este rio atravessa uma zona de planalto da Beira Interior, que corresponde ao final da Meseta Ibérica. Outrora serviu de fronteira natural, mas ainda hoje acompanha de perto este território raiano, pleno de uma riqueza histórica, natural e paisagística. Estão aqui bem representados os vestígios pré-históricos da presença humana e selvagem, os castelos medievais e as aldeias históricas muralhadas.

A sua paisagem natural tem recuperado nas últimas décadas, formando, na actualidade, grandes extensões de carvalhais, onde se inserem prados naturais e freixiais. Consequentemente, a vida selvagem começa a voltar, sendo de destacar os grandes herbívoros como o veado e o corço. Também o mítico Lobo-ibérico tem feito anunciar a sua presença de forma mais regular. Mas são o grupo das aves, sobretudo das rapinas, que melhor estão representadas nesta extensa paisagem aplanada.

Vale Carapito
Côa River - Bosques e prados da Malcata
Birdwatching at Faia Brava Reserve

As Aves do Grande Vale do Côa

Representam o grupo que mais se destaca pela variedade e ocorrência de espécies de grande valor para a conservação. Destas, enumeram-se a Cegonha-preta (Ciconia nigra), o Abutre do Egipto (Neophron percnopterus), o Grifo (Gyps fulvus), o Abutre-preto (Aegypius monachus), a Águia-real (Aquila chrysaetos), a Águia de Bonelli (Aquila fasciata), a Águia-cobreira (Circaetus gallicus), a Águia-calçada (Hieraaetus pennatus), o Milhafre-real (Milvus milvus), o Peneireiro-cinzento (Elanus caeruleus), o Bufo-real (Bubo Bubo), a Andorinha-daurica (Cecropis daurica), a Andorinha-das-rochas (Ptyonoprogne rupestris), o Andorinhão-real (Apus melba). Outras espécies que aqui podemos encontrar são o Noitibó-de-nuca-vermelha (Caprimulgus ruficollis), o Abelharuco (Merops apiaster), o Papa-figos (Oriolus oriolus), o Melro-azul (Monticola solitarius), a Toutinegra-real (Sylvia hortensis), a Toutinegra-de-cabeça-preta (Sylvia melanocephala), a Toutinegra-carrasqueira (Sylvia cantillans), o Picanço-barreteiro (Lanius senator), o Picanço-real (Lanius meridionalis), a Cotovia-montesina (Galerida theklae), a Pega-azul (Cyanopica cooki), o Estorninho-preto (Sturnus unicolor), o Pardal-espanhol (Passer hispaniolensis).

 

 

Duração: 1/2 dia ou 1 dia.

Tipologia: misto (viatura e pedestre).

 

       

1/2 DIA

Até 3 participantes: 84,50 €

De 4 a 6 participantes: 21,50 € (preço por pessoa)

1 DIA

Até 3 participantes: 105,00 €

De 4 a 6 participantes: 26,00 € (preço por pessoa)

 

O preço da actividade inclui guia especializado, transporte local, disponibilização de equipamento óptico, seguros.

Para outras condições, contacte-nos.

Oferta de desconto igual ao IVA para clientes particulares.
Acresce o IVA aos preços indicados, para empresas e outras entidades.

 

 

Através dos contactos disponibilizados, indicando o seu nome e contacto de telemóvel/email.

A reserva de lugar só é garantida mediante o pagamento de 50% do valor da inscrição.

Formulário de contacto

email: info@wildlifeportugal.pt

Telemóvel: +351 918 068 872

 

 

Com a realização desta actividade, contribuímos com 10% do valor para apoiar as acções de gestão e conservação de espaços naturais e espécies selvagens no Grande Vale do Côa, sob a gestão da Rewilding Portugal

 

Rewilding Portugal